Miura Targa (1982) – Edição 51

Miura Targa – um semiconversível inspirado no teto do Porche 911 com mecânica do Passat LS.

Miura-Targa-1982_5

o Natal de 1975, o projetista e estudante de arquitetura Nilo Laschuk recebeu uma chamada interurbana em sua casa, na cidade de Caxias do Sul (RS). De Porto Alegre vinha uma voz entusiasmada que falava do projeto de um carro esporte. Era Aldo Besson, um dos proprietários da então famosa Aldo Auto Capas, empresa gaúcha especializada em transformar carros nos anos 60. Seu forte eram clientes proprietários de Simca, Aero-Willys, JK e depois os Galaxie e Dodge, que vinham à procura de personalização para seus carros. Vidros verdes, volantes e instrumentos esportivos, além de bancos reclináveis, rodas com tala larga e pinturas especiais – esse era o jeito de se “incrementarem” as máquinas da época. Aos poucos, quando os carros nacionais começaram a sair de fábrica mais equipados, Aldo e seu sócio, Itelmar Gobbi, perceberam que deviam diversificar as atividades da empresa. Foi essa a motivação para o convite feito a Laschuk, que participaria da criação dos primeiros Miura.

Os três entraram o ano de 1976 em meio a esboços do futuro carro. Em pouco tempo o sonho já havia tomado forma, inspirado em esportivos como Lamborghini Countach e Mazda RX5. Na retaguarda mecânica estava o também gaúcho Mariano Brubacher. Profissional com larga experiência adquirida nas competições, ele foi o pai de boa parte das soluções técnicas do carro.

O Miura Targa 1982 é um dos exemplos clássicos daquilo que se chama evolução da espécie, surgido apenas cinco anos depois do primeiro Miura. Evoluindo sem perder a identidade, o Miura Targa manteve o característico design em forma de cunha e as tampas dos faróis basculantes dos seus antecessores.

ACESSE PARA VISUALIZAR FOTOS DA MINIATURA 1:43 – Miura Targa (1982) – Edição 51

Written by admin

One comment

Deixe uma resposta